Ateu, graças a Deus!

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

60% dos estudantes universitários do Irã são mulheres

Filed under: Discriminação, Islamismo, Sem noção — Lealcy B. Junior @ 14:50:39

Uma montadora do Irã anunciou que está planejando lançar um modelo de carro especialmente projetado para as mulheres.

De acordo com a montadora Iran Khodro, o veículo “feminino” deve incluir, entre seus assessórios, mecanismos para ajudar a estacionar o carro, um sistema de navegação, transmissão automática e um macaco que permitirá à motorista trocar o pneu seu sujar seu chador – o tradicional vestido islâmico, que cobre quase todo o corpo.

O carro também deve ter outros recursos para facilitar a vida da motorista quando ela estiver levando compras do supermercado para casa ou levando crianças para a escola.

A Iran Khodro, que é a maior montadora iraniana, anunciou que pretende lançar o veículo em várias cores consideradas femininas, e com o interior com diversos tipos de design.

Sexismo
O anúncio sugere que um certo grau de sexismo na sociedade iraniana. O que, possivelmente, é verdade – apesar de 60% dos estudantes universitários do país serem hoje mulheres.

Um estudo recente realizado na Universidade Allameh Tabatabaii, em Teerã, revelou que a maior parte das mulheres que trabalham no Irã afirma que homens e mulheres deveriam dividir mais igualitariamente o trabalho doméstico.

Entretanto, o estudo concluiu que os maridos das mulheres pesquisadas “pensam e agem de acordo com a tradição”.

De fato, a idéia de que homens casados cozinhem para suas mulheres é vista como bastante excêntrica na sociedade iraniana.

O resultado disso, de acordo com o estudo, é que as mulheres que trabalham “são obrigadas a assumir o papel de supermulheres para resolver seus problemas ao lidar com todas suas tarefas”.

O estudo também diz que, por isso, as mulheres iranianas “se tornaram cada vez mais frustradas com suas vidas”.

Motos proibidas

Oficialmente, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, diz que o Irã é o país onde existe a maior igualdade entre os sexos do mundo.

As autoridades proclamam com orgulho as conquistas e oportunidades abertas às mulheres iranianas.

Mas o conceito de “igualdade” iraniano é bem diferente do conhecido pelas feministas do Ocidente.

As mulheres (todas, inclusive as estrangeiras que estiverem no país) são obrigadas a usar um véu cobrindo a cabeça e ainda são proibidas de dirigir motos.

Recentemente, o país também anunciou planos de criar uma bicicleta especial para mulheres. Aparentemente, a idéia é incluir nas bicicletas “coberturas” especiais para esconder as formas femininas quando elas estiverem pedalando.

Fonte: BBC Brasil

Nota do ateu: O título deste post foi a única informação realmente interessante que consegui extrair deste texto.

Anúncios

7 Comentários »

  1. “Entretanto, o estudo concluiu que os maridos das mulheres pesquisadas “pensam e agem de acordo com a tradição”.

    ‘Tradição é a personalidade dos imbecis‘ => Albert Einstein

    Comentário por Fatima — quarta-feira, 8 de outubro de 2008 @ 14:56:40

  2. […] disseram que a única coisa que prestou na notícia foi a menção ao fato de que 60% dos universitários do […]

    Pingback por Montadora do Irã quer lançar ‘carro para mulheres’ » Palavras Sussurradas — quarta-feira, 8 de outubro de 2008 @ 17:41:19

  3. […] disseram que a única coisa que prestou na notícia foi a menção ao fato de que 60% dos universitários do […]

    Pingback por Montadora do Irã quer lançar ‘carro para mulheres’ « Palavras Sussurradas — quarta-feira, 8 de outubro de 2008 @ 17:45:23

  4. Criar um nicho de mercado com veículos de transporte adaptados para as mulheres é um retrocesso.

    Isso marginaliza a mulher, embora concorde com a Fátima que essa movimentação toda visa diminuir a pressão das mulheres muçulmanas, cada vez mais instruídas e insatisfeitas com a tradição sexista do Islã.

    Talvez a solução para o Oriente Médio esteja nas mãos das mulheres. O meu medo é essa solução não venha com diálogo, mas com sangue.

    Comentário por AmadeusXIII — segunda-feira, 13 de outubro de 2008 @ 16:46:05

  5. Amadeus,

    Rudolf von Ihering disse que:

    ‘…….O fim do direito é a paz, o meio de que se serve para conseguí-lo é a luta. Enquanto o direito estiver sujeito às ameaças da injustiça – e isso perdurará enquanto o mundo for mundo -, ele não poderá prescindir da luta.A vida do direito é a luta: luta dos povos, dos governos, das classes sociais, dos indivíduos…[…] Todas as grandes conquistas da história do direito, como a abolição da escravatura e da servidão, a livre aquisição da propriedade territorial, a liberdade de profissão e de consciência, só puderam ser alcançadas através de séculos de lutas intensas e ininterruptas…”

    Assim, amigo, mesmo que eu compartilhe do sentimento que vc relatou: ‘O meu medo é essa solução não venha com diálogo, mas com sangue’, infelizmente não creio que quaisquer mudanças serão pacíficas.

    Veja: alguém ou algum grupo é muito beneficiado com este estado de coisas….acha mesmo que esse alguém ou grupo abrirá mão de seus privilégios sem lutar para mantê-los?

    Abração, meu amigo!

    Comentário por Fatima — terça-feira, 14 de outubro de 2008 @ 11:23:11

  6. Concordo Fátima.

    Penso que o conhecimento é a arma mais poderosa na luta pela liberdade em uma sociedade apega à tradições tribais.

    E nisso as mulheres iranianas começam a levar ligeira vantagem.

    Comentário por AmadeusXIII — quinta-feira, 16 de outubro de 2008 @ 12:00:44

  7. […] 60% dos estudantes universitários do Irã são mulheres  […]

    Pingback por Mulheres do Irã : a insatisfação tem cor , é Verde . « blog da Theodora — sexta-feira, 4 de setembro de 2009 @ 09:10:03


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: